A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) realizou nesta quarta-feira (23/11), em Brasília (DF), a premiação do Índice ANEEL de Satisfação do Consumidor (IASC 2016). A cerimônia contou com a presença do ministro interino de Minas e Energia, Paulo Pedrosa, do diretor-geral da ANEEL, Romeu Rufino, e dos diretores da Agência, André Pepitone da Nóbrega, José Jurhosa Júnior, Reive Barros e Tiago Correia – além de representantes das distribuidoras, dimg-20161123-wa0051os Conselhos de Consumidores e de outras instituições do setor elétrico.

Na abertura, o diretor-geral Romeu Rufino falou da importância do Prêmio IASC que já é uma tradição no setor elétrico e deve ser usada pelas distribuidoras como um instrumento de gestão de seus processos, a fim de promover a melhoria da qualidade dos serviços por elas prestados.

No ano de 2016 a Hidropan foi finalista em duas categorias: Sul -Sudeste – Centro-Oeste até 30 mil unidades, e na categoria Prêmio IASC Brasil 2016. Em ambas as categorias a concessionária classificou-se em segundo lugar com a nota 82,21. A média das concessionárias foi de 64,86 onde foram avaliados os seguintes itens: qualidade percebida, valor percebido (relação custo-benefício); satisfação global; confiança no fornecedor e fidelidade.

O diretor da Hidropan, Eduardo Knorr, afirma que “é gratificante ficar mais um ano entre as melhores concessionárias do Prêmio IASC. É motivador e um incentivo para buscar sempre a qualidade no atendimento aos nossos clientes”.

Histórico

Divulgado anualmente pela ANEEL desde 2000, o IASC avalia o desempenho prestado por essas empresas em suas áreas de atuação com o objetivo de estimular a melhoria contínua nos serviços. Em 2002, a Agência instituiu o Prêmio IASC para destacar as distribuidoras mais eficientes na percepção do consumidor. As concessionárias e permissionárias recebem da ANEEL um certificado e um selo de qualidade, que podem ser utilizados no material de divulgação de cada empresa.

Na pesquisa, realizada no período de 4 de julho a 17 de setembro de 2016, foram entrevistados 24.926 consumidores residenciais das 101 distribuidoras, concessionárias e permissionárias de energia elétrica.